A Petrobras anunciou no final da tarde desta sexta-feira, 17, o reajuste no preço do gás de cozinha (GLP) em botijões de até 13 quilos (GLP P-13) em 9,8%. O anúncio foi feito através de nota no site oficial da empresa. Segundo a nota, o reajuste entra em vigor à zero hora de terça-feira, 21. A correção atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial e outros vasilhames maiores e o gás vendido a granel.
O último reajuste ocorreu em 1º de setembro de 2015. O preço do gás de botijão permaneceu congelado entre 2002 e 2015, como parte de uma política para controlar a inflação.
A nota da Petrobras cita ainda que “como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas por nós nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores”.
Novamente conforme a nota, o ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a companhia estima que o botijão de GLP P-13 pode subir 3,1%, ou cerca de R$ 1,76 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos.
No último reajuste praticado pela Petrobras, em 2015, a alta foi de 11%.