A culpa é de quem?

A culpa é de quem?

O diz que me diz envolvendo a Prefeitura de Limeira e AutoBAn sobre abertura do Distrito Industrial Anhanguera, no km 137 da rodovia, é mais um capítulo envolvendo o caso, que mostra uma verdadeira falta de respeito para com a sociedade.
A construção do acesso por si só, que precisou ser realizada por um grupo de empresários que possuem lotes no distrito e gastaram aproximadamente R$ 3 milhões, já que o Poder Público não cumpriu com o ser dever básico – de lançar um distrito industrial com acesso – já mostra o tamanho do problema. Agora, com as obras e sinalização (vertical e horizontal) prontas, a dúvida é: por que o acesso ainda não foi liberado? Se há problemas, obra não foi feita da maneira que deveria ou se a prefeitura não cumpriu com alguma obrigação, por que a AutoBAn não vem a público e diz o que está acontecendo?  Assim como a administração municipal deveria ter mais transparência e dizer, de fato, o motivo de a concessionária ainda não ter liberado a entrada e saída de veículos do local.
Fora isso, nunca é demais lembrar que a abertura do acesso acontece mais de sete anos depois do distrito ser anunciado pelo então prefeito Silvio Félix (PDT), e que devido a problemas de parcelamento de solo e sem infraestrutura, o governo Paulo Hadich (PSB) precisou adequá-lo para que ele atendesse às normas do Plano do Diretor do município e às leis ambientais.
E no meio disso, empresários que investem em novas plantas, o que poderia gerar mais empregos em um momento de crise, ficam de mãos atadas.
O que parece é que tanto a Prefeitura de Limeira, que arrecadaria mais impostos com novas empresas que poderiam se instalar no distrito, quanto a AutoBAn, que seria beneficiada com mais veículos usando sua rodovia e pagando (um valor alto) em seus pedágios, pouco se importam.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*