Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Danilo Janine
Limeira
redacao@tribunadelimeira.com.br

Sai Wladimir…
… dos Santos. Entra Gino Torrezan, como novo titular da Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Inovação. É o mexe-mexe nas cadeiras do secretariado. Ano eleitoral é particularmente atípico. Com direito a cerimônia e tudo mais.

Velho conceito
É assim. Tem seis meses para fazer o que não foi feito até agora. Ou foi, mas não rendeu imagem e marketing político. Uma peça por outra, de igual formato. Enfim….

É preciso lei?
Os vereadores aprovaram, na sessão de segunda-feira, 4, projeto de lei do Dr. Júlio (DEM), que proíbe o Poder Executivo Municipal de inaugurar obras incompletas. E “dá outras providências”… Inaugurar obra acabada é obrigação de qualquer administrador público.

Jogo partidário
Se tem a ver com ano eleitoral, essa proibição já atinge, inclusive, obras completas e acabadas. Se for referente às obras do Piscinão, por exemplo, é uma tentativa clara de desatrelar a obra de seu gestor.

E venha a nós
Acima de tudo a política, os partidos e seus interesses. Logo abaixo o cidadão. Esse sempre o prejudicado. Apesar de ser quem paga os salários desses políticos.

Canoa furada
Já que estamos falando em política, o eleitor tem que ficar atento e observar bem o troca-troca partidário entre os vereadores. Aqui em Limeira foram vários… Vale lembrar que quem abandona um barco uma vez, com certeza vai abandonar o outro também.

O povo quer saber 1
E por falar em abandonar o barco, o prefeito Paulo Hadich (PSB) segue sem emitir sua opinião a respeito do pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT), mesmo após seu partido se posicionar favorável. Independente do que pensa o prefeito não mudar em nada a história, grande parte do eleitorado limeirense deve ter interesse em saber a opinião de Hadich sobre algo que afeta a todos.

Em cima do muro
A postura do chefe do Edifício Prada não deve ser surpresa por ninguém. Ou pelo menos não deveria. Nas eleições de 2014, quando questionado sobre quem apoiaria no segundo turno – Dilma ou Aécio, o prefeito teve a mesma postura. E isso não é pela falta de questionamentos da imprensa.

O povo quer saber 2
Numa posição bem diferente de Hadich, o deputado Miguel Lombardi (PR) tem sido pressionado a se posicionar se votará favorável ou contrário do impeachment. A pressão é tamanha que em mais de uma oportunidade, o parlamentar usou as redes sociais para emitir nota sobre o assunto. Na última delas, ele escreveu: “volto a afirmar que não estou indeciso e nem tenho dúvida sobre o processo de impeachment. Vou votar em defesa de Limeira, do povo paulista e do Brasil”, mas sem deixar claro se será a favor ou contra.

Nas redes
Alias, uma espécie de protesto em frente a casa do deputado em Limeira tem sido divulgado nas redes sociais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*